Pular para o conteúdo principal

BRUNO RIBEIRO TRAZ DICAS PARA IMPLANTAÇÃO HOTELEIRA

NOTA 1

Assessoria em implantação hoteleira dá dicas de como tirar um campo de golfe do papel


Além de licenciamento, custo e viabilização da construção de um campo de golfe, é necessário contar com o apoio de profissionais capacitados desde a fase de estudo preliminar até mesmo durante a manutenção do plantio e maturação.

Investidores que idealizam a implantação de um campo de golfe visam inúmeros impactos positivos a nível econômico. Entre eles, a valorização do entorno, em especial, no segmento imobiliário. Segundo a Golf Course Development in Residential Communities a valorização é 15% a 40%, principalmente quando se trata de imóveis ou lotes localizados junto a lagos ou nas áreas de mais relevância do campo de golfe. 

Além disso, trata-se de um ativo que tem perspectiva de ser financeiramente sustentável. De acordo com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), o golfe movimenta cerca de US$ 30 bilhões por ano e o gasto médio de um golfista em viagem tem expectativa de ser até 50% maior que o de um turista médio. Para atender a esse público tão seleto – e os possíveis investidores do ramo –, empresas de assessorias apresentam serviços visando o sucesso das complexas implantações. 

ETAPAS E CRONOGRAMA

Especialista em gestão de campos de golfe e apaixonado pelo esporte, o responsável pelo setor na assessoria Bruno Ribeiro Hospitality and Tourism Consultancy, explica as etapas para a construção de um campo de golfe. Inicia-se pelo estudo preliminar, fase em que se verifica a viabilidade física e adequações necessárias ao solo. Analisa-se o projeto básico, criado pelos arquitetos e urbanistas, e se faz adequações ao plano inicial, com intuito de ajustar detalhes sob análise econômica de acordo com os objetivos dos promotores do projeto.


Outro ponto de extrema importância para o empreendimento é a solicitação de licenças de construção, que contemplam a legislação ambiental vigente e proteção das áreas de preservação. “Após esta fase, partimos para a contratação de construtoras, em busca de mão de obra qualificada, visando diminuir gastos e otimizar tempo.” Explica que a construção é de extrema importância para a futura manutenção, pois erros cometidos resultarão em aumento de custos a longo prazo. A partir da obra finalizada, trabalha-se no plantio e manutenção da grama.


Por envolver um investimento substancial, é indispensável o acompanhamento de profissionais experientes e capacitados, que contemple o estudo e análise de todas as fases do projeto, desde sua concepção até a gestão operacional e gerenciamento. Desta forma, é possível gerar valoração das unidades, aumentar o ritmo das vendas e criar campo de golfe que seja financeiramente sustentável. .

NOTA 2Retrofit: a prática utilizada por investidores para revitalização de hotéis

Arquiteta e urbanista Luciana Zamecki -
especialista em lighting design e responsável por
implantação de operações hoteleiras, tanto para
 novos projetos como em ações de
 revitalizações, chamadas de retrofit.

Tendência válida tanto para aquisições de hotéis antigos e desatualizados, até para empresários que desejam valorizar empreendimentos efetivos, arquiteta comenta sobre as vantagens da realização do retrofit para a experiência do hóspede e valorização de tarifas. 


Revitalizar, atualizar e modernizar são verbos aplicados a diversos campos das ciências e tecnologias - e no ramo da hospitalidade, não poderia ser diferente. Para aumentar a vida útil de um hotel, o termo retrofit tem sido pronunciado com frequência, sendo uma prática em que são empregadas modernas tecnologias e materiais de qualidade avançada a fim de reconquistar a valorização do empreendimento. A prática é bastante utilizada inclusive por investidores que adquirem hotéis antigos e desatualizados, mas de ótima localização, com intuito de revitalizar o empreendimento.

Com projeto do renomado arquiteto dinamarquês Adam Kurdahl,
 o Fera Palace Hotel é um exemplo de retrofit. 
O retrofit tem sentido de renovação, explica a arquiteta e urbanista Luciana Zamecki - especialista em lighting design e responsável pela implantação de operações hoteleiras em Bruno Ribeiro Hospitality and Tourism Consultancy. "É imprescindível, tanto para a criação de um novo projeto hoteleiro, quanto para um retrofit, realizar uma pesquisa de mercado, onde serão levantadas informações sobre o público-alvo, viabilidade econômica, impacto de vizinhança, localização e classificação [econômico, middle scale ou upscale]". Para o direcionamento correto, é necessário um briefing detalhado: "Às vezes o investidor gostaria de construir um hotel executivo, mas a localização e o perfil da cidade não condizem com isso. Antes de se pensar em qualquer desenho, é necessário pesquisar e analisar", afirma.

Criado em 1934, este hotel de luxo em Salvador (Bahia),
manteve sua impressionante fachada preservada.
Edificações privadas, mas de uso público, os layouts de hotéis tornam-se rapidamente cansativos. Em ações de retrofit, é possível alterar desde a estrutura física, com ampliações ou renovações de fachadas, instalações, elevadores e tecnologias - desde a disponibilidade de alta qualidade Wi-Fi até mesmo a forma da abertura de portas ou janelas. "Há também a questão do mobiliário e a renovação da parte fixa, como pisos e forrações, que têm uso intenso e precisam ser refeitas com frequência". A arquiteta defende que a renovação é necessária em média a cada três anos, para que o hotel mantenha-se atualizado. Segundo ela, essas atualizações interferem diretamente na experiência do hóspede e ainda possibilitam a cobrança de tarifas de maior valor agregado, condizentes com o produto oferecido.  

Sugestão de legenda: Bruno Ribeiro, nome de destaque na hotelaria de luxo no Brasil, posa no Marco das Três Fronteiras, ponto de encontro entre Brasil, Paraguai e Argentina – principais locais de atuação de sua assessoria homônima. 

SERVIÇO 
Bruno Ribeiro Hospitality & Consultancy
brunoribeirohtc.com
bruno@brunoribeirohtc.com
+55 71 99200-6812
instagram.com/brunoribeirohtc
facebook.com/brunoribeirohtc

Estúdio de Arquitetura Luciana Zamecki
lucianazamecki.com.br
estudio@lucianazamecki.com.br
+55 45 99977-1881
instagram.com/estudiolucianazamecki
facebook.com/estudiolucianazamecki


Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários