Pular para o conteúdo principal

ROSA JERONYMO LIMA ASSUME DESAFIO DE COMANDAR A SAÚDE DE FOZ DO IGUAÇU

Vacinação e controle da pandemia são principais desafios da saúde para 2021

A secretária de Saúde de Foz do Iguaçu, Rosa Jeronymo Lima, disse após assumir, que a vacinação da população contra o coronavírus e o controle da pandemia da pandemia da covid-19 são os desafios imediatos para 2021. Entre as prioridades, também urgentes para Rosa Jeronymo, estão ainda a humanização no atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde) e a retomada das cirurgias eletivas e exames de alta complexidade, suspensos por tempo indeterminado em função do quadro pandêmico enfrentado pelos governos estadual e municipal.


"O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, garantiu ao prefeito Chico Brasileiro que teremos a vacina entre o final de janeiro e início de fevereiro. O Estado também disponibilizará os insumos necessários (seringas e agulhas, bem como equipamentos de refrigeração), embora tenhamos estoque de seringas e agulhas para atender a demanda", disse Rosa Jeronymo.


Rosa Jeronymo adiantou que a cidade estará com toda a logística organizada para receber o imunizante e vacinar a população. 


"Iniciaremos a vacinação de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, atendendo de imediato os grupos prioritários como os profissionais de saúde e os idosos", completou.


Gargalos


A humanização do SUS, reafirma a secretária, é fundamental para a melhoria da atenção à saúde. Rosa Jeronymo disse que alguns gargalos se intensificaram em função da pandemia e citou o represamento das cirurgias eletivas e alguns exames de alta complexidade. 


"Junto com as equipes de saúde, vamos viabilizar os mutirões para atender essas demandas, tão logo tenhamos o controle da pandemia".


A atenção básica, a porta de entrada do SUS, também será prioridade e faremos reuniões com todas as equipes para ouvir as demandas e juntos  avançar na qualidade dos serviços prestados. 


"Vamos ampliar os convênios com as universidades e faculdades para as capacitações e outras estratégias que venham a melhorar o sistema de saúde", disse.

"Queremos dar ênfase na promoção da saúde e buscar  trabalhar junto com outras secretarias no sentido de viabilizar ações de promoção de saúde (esporte, meio ambiente, agricultura, assistência socia e Direitos Humanos)", completou a secretária.


Novo convênio

Em relação a contratação de novos profissionais, a secretaria vai analisar o atual do quadro de servidores do setor e buscar a readequação das funções, tendo em vista que a lei federal 173/20 que, em função da pandemia, proíbe novas contratações até dezembro de 2021.

Já o hospital municipal Germano Lauck recebeu um grande investimento em 2020, ampliou o número de leitos e recebeu novos equipamentos. 


"Tem mais uma ala prevista para abrir agora em janeiro para suprir as demandas da covid-19. Também foi viabilizado um novo convênio com a Itaipu Binacional que viabilizará a compra de novos e modernos equipamentos, entre eles, um aparelho de hemodinâmica e outro de ressonância magnética".


Rosa Jeronymo afirmou que a pandemia mostrou que a telemedicina é um importante recurso de atenção em saúde e que esse serviço será ampliado para atender a rede básica do setor. 


"A longo prazo, dentro dos próximos quatro anos, vamos construir novas UBS em áreas que já foram definidas no orçamento participativo e que não se viabilizaram em função da pandemia".


Rede de atendimento a Saúde mental será ampliada em Foz do Iguaçu

Em entrevista à Rádio Cultura, a secretária de Saúde de Foz do Iguaçu, Rosa Jeronymo Lima, afirmou nesta quarta-feira, 6, que a redução da fila do raio-x  e a contratação de médicos especialistas estão entre as ações do primeiro trimestre de 2021. 


"Algumas especialidades médicas foram supridas, mas a dificuldade de contratar especialistas é de muitos municípios e estamos planejando uma nova forma de divulgação para buscar esses especialistas para as vagas existentes no município", disse Rosa Jeronymo à jornalista Cida Costa no Jornal da Manhã.


A fila alcança seis mil raios-x e o setor foi afetado pela pandemia - o número de pessoas atendidas diariamente teve que ser reduzido. 


"A prioridade absoluta é atender as pessoas que estão na fila do raio-x. Estamos buscando caminhos para zerar essa fila até fevereiro. Pretendemos colocar essa meta em prática imediatamente, mais tardar na sexta-feira (8)",  destacou Rosa Jeronymo.


A secretária reafirmou que a UPA 24 horas inclui como prioridade de atendimento às urgências e emergências e destacou que as Upas continuam sob a administração da Fundação Municipal de Saúde, mas com a supervisão direta da Secretaria de Saúde. 


"As Upas é um dos setores com menos reclamação, vamos continuar avançando e monitorando o atendimento".


Rosa Jeronymo informou ainda que a rede de atendimento na saúde mental será ampliada. Será criada uma nova diretoria para o atendimento especializado. 


"Estamos defasados de alguns profissionais da área, por conta da portaria 173/2020 que limita a contratação de profissionais para compor o quadro, só podemos contratar mais em casos de substituição aos que estão se aposentando. Estamos estudando a melhor forma de reestruturar a saúde mental".


Foz do Iguaçu tem Centros de Atenção Psicossocial (Caps), parte da rede de atenção à saúde mental. Os Caps atendem estão divididos no atendimento de dependência de álcool e drogas (Caps AD), Caps II voltado para atendimento às pessoas maiores de 18 anos com transtornos mentais severos e persistentes, o Caps Infantil crianças e adolescentes portadores de transtornos mentais severos e persistentes e o ambulatório de saúde mental.


Prefeito Municipal

Foz do Iguaçu terá novo programa para enfrentar a covid-19

Em entrevista, o prefeito Chico Brasileiro (PSD) confirmou que o Município vai iniciar um no programa de enfrentamento e acompanhamento de casos da covid-19, especialmente para atender as pessoas com maior vulnerabilidade à doença. 


"Vamos iniciar um trabalho junto ao hospital municipal e à Secretaria de Saúde, principalmente focado nas pessoas mais vulneráveis. É um trabalho cirúrgico, de acompanhamento das pessoas. A equipe será chamada de Melhor em Casa”, disse Chico Brasileiro à jornalista Cida Costa.


O programa Melhor em Casa vai atender as pessoas com maior risco de vida e expostas ao coronavírus. A equipe contará com médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem, profissionais que vão acompanhar e orientar as pessoas que estão doentes e em isolamento social.

Foz do Iguaçu apresenta cerca de 400 casos ativos e uma faixa de 80 pessoas é do grupo de risco. As pessoas mais idosas que têm outras doenças associadas são as que correm o alto risco. 


"A equipe vai trabalhar com as pessoas preventivamente, fazendo fisioterapia respiratória e acompanhamento diário monitorado por meio do oxímetro, vai ser um acompanhamento constante para que a doença não evolua", afirmou


Vacina 

"As pessoas com comorbidades e em situação de vulnerabilidade social, as mais impactadas pela doença, serão atendidas por este programa. Além de fortalecer a rede assistencial, o hospital municipal deve abrir mais uma ala nos próximos dias para manter toda a tranquilidade e não deixar faltar leitos de UTI para a população", destacou Brasileiro.


Chico Brasileiro informou que a prefeitura está em contato direto com o Ministério da Saúde e com a Secretaria Estadual de Saúde para garantir a vacina contra o coronavírus até o final do mês de janeiro. 


"A informação que temos do Ministério é que o plano de vacinação está bem encaminhado e a vacina deve chegar até o final do mês. Por esse motivo, o Município ainda não comprou a vacina.  Já temos feito contato com Butantan e manifestamos interesse na compra da CoronaVac, porém só iremos efetuar a compra se não houver a entrega pega do Ministério da Saúde".  


Superação

Chico Brasileiro afirma que mesmo em meio à situação de pandemia, Foz do Iguaçu tem, nos últimos meses, bons resultados na geração de emprego. Este novo cenário levou a prefeitura a buscar alternativas para manutenção de empregos e, fundamentalmente, a preservação da vida dos iguaçuenses. 

O prefeito destacou a reação da cidade frente ao coronavírus e a expectativa de superação à covid-19 esperada para o primeiro semestre deste ano. Ele lembrou que o desafio de enfrentar o vírus sem colocar a vida das pessoas em risco, foi criado o programa de atenção às pessoas mais vulneráveis, com mais risco de vida.


"A cidade têm reagido bem, o governo do Estado tem ajudado muito, existe um clima de união muito forte, e essa união que tem que ser preservada, trabalhada, fortalecida para que a gente traga os melhores resultados e façamos as melhores entregas para o povo iguaçuense".

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA