Pular para o conteúdo principal

JÚLIO CÉSAR DE OLIVEIRA É O NOVO SUPERINTENDENTE DO SINDOHOTÉIS

Profissional com vasta experiência no turismo vai coordenar ações da entidade em prol da hotelaria e gastronomia
Júlio César de Oliveira assume superintendência do Sindhotéis.

Ampliar o diálogo do Sindhotéis com os seus associados e a sociedade, implantar produtos e serviços e ofertar capacitações no turismo. Esses são os objetivos de Júlio César Gomes de Oliveira, que acaba de assumir o cargo de superintendente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu e Região.

A contratação foi anunciada pelo presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin. “O Júlio César tem larga experiência em turismo e gestão, com um extenso currículo profissional e contribuição para o desenvolvimento da nossa principal atividade econômica. Agora vem para completar a equipe técnica e operacional da entidade”, destacou o dirigente.

A trajetória profissional de Júlio César está diretamente ligada à história do Sindhotéis. Ele presidiu a entidade por dois mandatos (em 1982 e 1983 e depois de 1991 a 1994), sem contar a participação na diretoria de outras três gestões. À época era diretor-geral do Apolo Palace Hotel/Bogari Palace Hotel (função que desempenhou de 1994 a 2010).

A experiência no turismo e hotelaria também está diretamente ligada à sua formação e carreira acadêmica. Graduado em Tecnologia em Gestão Pública e em Ciências Econômicas, e com inúmeras pós-graduações no Brasil e exterior, o superintendente foi professor concursado no curso de Hotelaria da Unioeste e por contrato no Centro Universitário UDC, entre outras instituições de ensino superior.

Durante o período na academia, ampliou mais o conhecimento na principal atividade econômica da cidade. Ainda no turismo, foi dirigente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, presidente e membro do Comtur (Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu), integrante da Câmara de Turismo de Foz do Iguaçu e diretor da ABIH-PR (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – Paraná).

“Retorno ao Sindhotéis num momento delicado. Antes mesmo de 2020, acendeu uma luz amarela para as entidades sindicais, que precisam se reinventar para manter sua sustentabilidade. Depois veio a pandemia do novo coronavírus, o que elevou o nível dos desafios. Juntos, buscaremos as soluções para o fortalecimento da entidade e retomada do turismo”, resumiu.

Legislativo – Com o tempo, o profissional trocou a docência universitária para ingressar, novamente com servidor de carreira, na Câmara de Vereadores. No Legislativo iguaçuense, exerceu funções de economista, diretor de Finanças e Gestão Fiscal, controlador interno, assistente de Direção de Administração, diretor de Controle Interno e assistente de Direção de Finanças e Gestão Fiscal.

Como visto, Júlio César possui larga experiência na Casa de Leis, um dos braços do poder público com o qual o Sindhotéis possui várias demandas, seja na elaboração e aprovação de leis em prol do turismo (sobretudo hotelaria e gastronomia), seja no debate de propostas que muitas vezes precisam ser aperfeiçoadas para não prejudicar economicamente o setor.

Visite o portal do SINDHOTÉIS e saiba mais.


Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários