Pular para o conteúdo principal

VISIT IGUASSU DETERMINA A RETOMADA DO TURISMO COMO META

 O Visit Iguassu realizou sua Assembleia Geral Ordinária de Prestação de Contas, via vídeo conferência



A pauta iniciou com a apresentação dos demonstrativos financeiros do exercício de 2019. Além das contas, a pauta trazia discussões baseadas na busca de um plano excepcional de manutenção até dezembro/2020. Entre os anúncios, a partir de agosto, a entidade ficará mais enxuta e precisará do apoio dos associados para sair da crise fortalecida.Com as contas aprovadas, do exercício de 2019, as discussões se basearam na manutenção de preparo da instituição para a futura retomada do turismo. 

“O Visit Iguassu sempre foi uma ferramenta imprescindível na captação de eventos e visitantes para o Destino Iguaçu e isso será muito mais forte no retorno das atividades cotidianas. Pensando nisso, temos que pensar em preservar a instituição e sua saúde financeira, e, para isso, como diretoria, tivemos que tomar uma das decisões administrativas mais drásticas, com a desmobilização de 80% da equipe e manutenção das atividades essenciais até que haja a retomada do turismo do Destino”, comenta Felipe Gonzalez, presidente do Visit Iguassu.

Para Gonzalez, o principal objetivo para os próximos meses é honrar com todas as obrigações da instituição e planejar uma retomada que ainda não está clara.

“Acredito que tudo que estamos passando nunca esteve nos planos de nenhum gestor. Mas agora o foco é pensar no futuro, tanto do Visit Iguassu, como no de seus colaboradores. Como a instituição é sem fins lucrativos, vamos precisar ainda mais do apoio de nossos parceiros e associados para que os trabalhos retornem com força. ”

Durante a assembleia, representantes de outras entidades que compõem a Gestão Integrada do Turismo de Foz, manifestaram seu apoio. 

Paulo Angeli, presidente do Conselho Municipal de Turismo, afirmou:
“A instituição precisa ser mantida a todo custo. Em todos os processos de sucesso que o turismo de Foz do Iguaçu e região passou, o Visit Iguassu teve papel de protagonista. Hoje, precisamos ainda mais de uma união empresarial e demais instituições para manter o trabalho dessa, que é uma instituição imprescindível para o Destino Iguaçu”. 


Gilmar Piolla, secretário de Turismo de Foz do Iguaçu, em sua palavra comentou que acredita em uma retomada turística ainda mais forte. 
“Já estamos em contato com as companhias aéreas e com a retomada já temos promessas de um bom fluxo de voos, então, manter nossas instituições fortalecidas é primordial, pois serão elas que irão trabalhar em apoio a atração dos visitantes”.


Patrícia Iunovich, superintendente de comunicação de Itaipu, reforçou todo o trabalho que a binacional vem realizando e acredita em um cenário mais positivo em breve. 

“Já estamos trabalhando com foco em voltar a receber visitantes. Itaipu vem se colocando como uma grande apoiadora de toda a região e em breve colocará para apreciação de todos, as campanhas de marketing em parceria com os atrativos turísticos para a atração de visitantes. Tudo para que o destino se recupere e seja ainda mais fortalecido”. 

Para o Presidente do conselho deliberativo do Visit Iguassu e presidente do Grupo GJP, Guilherme Paulus, a hora é de união. 
“A instituição já demonstrou seu valor, agora é hora de buscar reforçar e dar suporte a quem já trouxe tantos benefícios. Sabemos que todos estamos passando por uma crise sem precedentes, mas com união sairemos mais fortes”.

Os trabalhos serão focados na reestruturação de um plano de ações para o restante de 2020 e um trabalho de relacionamento da diretoria com todo o corpo de associados e parceiros da Gestão Integrada do Turismo.


Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA