Pular para o conteúdo principal

BR 277 ILUMINADA SERÁ O NOVO PRESENTE DE ITAIPU PARA A NOSSA REGIÃO

Itaipu vai revitalizar a iluminação de trechos urbanos da rodovia BR-277
Novo sistema de iluminação viária será feito em Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e São Miguel do Iguaçu, em um total de 20 km.

A implantação do novo sistema de iluminação viária foi definida após uma reunião no Centro Executivo da Itaipu, da qual participaram o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Eduardo Aggio de Sá, e o superintendente no Paraná, Ismael de Oliveira. 

Da IB, também participaram da reunião o diretor de Coordenação de Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; o superintendente de Segurança Empresarial (SE.AD), Alfredo Santos Taranto; e o chefe da Assessoria de Informações (IN.GB), Francisco Ronald Rocha Fernandes.

Pela PRF, participaram ainda o diretor de Operações, Fábio Elissandro Cassimiro Ramos; o diretor de Inteligência, Moisés Dionísio da Silva; o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Substituto, João Batista Queiroz Neto; o coordenador-geral do Gabinete da PRF, Roberto Ferreira Barbosa; o chefe do Serviço de Operações no Paraná, Anthony Nelson Tchalski Nascimento; e o chefe da 5ª Delegacia no Paraná, Foz do Iguaçu, Luiz Antônio Gênova.

Uma boa iluminação pode ser importante tanto no quesito de segurança, como também no quesito turismo, pois uma via iluminada torna-se uma via mais bonita. Por isto mesmo, Itaipu e PRF discutiram projetos para melhorar a a região de fronteira, visando melhorias como a iluminação do trecho urbano da BR-277, desde a aduana instalada na Ponte da Amizade, na fronteira com o Paraguai, até o posto da Polícia Rodoviária e, na sequência, até Santa Terezinha de Itaipu e São Miguel do Iguaçu. 

Trecho urbano da BR-277 em Foz. Foto  Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

O projeto prevê a implantação de um novo sistema de iluminação viária com luminárias de alta eficiência no canteiro central da rodovia. Serão instalados 544 postes em um trecho total de 20 km, em Foz do Iguaçu (11 km), Santa Terezinha de Itaipu (5 km) e São Miguel do Iguaçu (4 km). O custo da obra é da ordem de R$ 20 milhões.

Também foram discutidas questões relativas aos acessos à Avenida Tancredo Neves e ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (que está sendo duplicado com recursos de Itaipu) e futuras parcerias envolvendo o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) para desenvolvimento de tecnologias de interesse da PRF.

No encontro foram discutidos vários projetos para melhorar a segurança na região de fronteira, entre eles, a iluminação dos trechos urbanos da BR-277. A previsão é que seja celebrado um convênio entre Itaipu e o Governo do Estado para implantar a obra.

A usina de Itaipu vai revitalizar a iluminação de trechos urbanos da rodovia BR-277, no Oeste do Paraná. A revitalização faz parte de uma parceria entre a Itaipu, margem brasileira, e a Polícia Rodoviária Federal para aumentar a segurança no local – antiga reivindicação da população. 

Trecho urbano da BR-277 em Foz. Foto  Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

O projeto prevê a implantação de um novo sistema de iluminação viária com luminárias de alta eficiência no canteiro central da rodovia. Serão instalados 544 postes em um trecho total de 20 km, em Foz do Iguaçu (11 km), Santa Terezinha de Itaipu (5 km) e São Miguel do Iguaçu (4 km). O custo da obra é da ordem de R$ 20 milhões.

“O tema da segurança pública é uma das várias frentes em que a Itaipu se alinha às ações do governo federal”, afirmou Silva e Luna. “A cidade bem iluminada traz mais sensação de conforto e cuidado com a nossa gente, além de reduzir o número de acidentes de trânsito. Essa é mais uma contrapartida de Itaipu para promover o desenvolvimento do Oeste do Paraná.” 
(Foto Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional)

A nova iluminação segue o conceito de “rodovias inteligentes”, que tem o objetivo de reduzir os acidentes fatais nas estradas. No projeto, está prevista a instalação de luminárias led de 236 W, de alto rendimento luminotécnico. Os postes metálicos duplos serão do tipo colapsível, ou seja, que cedem ao impacto de uma batida tombando para frente, sem o risco de cair sobre o veículo em uma eventual colisão. Eles terão 12 metros de altura e serão instalados no canteiro central da rodovia.

O projeto foi desenvolvido pelos profissionais da Divisão de Serviços (ODMS.CD) da Itaipu. A área já entrou em contato com as três prefeituras (Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e São Miguel do Iguaçu) envolvidas nas melhorias que precisam aprovar o projeto de medição de energia consumida na nova iluminação com a Companhia Paranaense de Energia (Copel).

Trecho urbano da BR-277 em Foz. Foto Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

A partir de então, será aberta a licitação para o início das obras, que ficará de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) ou do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Embora seja uma rodovia federal, a BR-277 está sob concessão do Estado. O prazo para o início da obra ainda não foi definido.

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA