Pular para o conteúdo principal

GOVERNADOR RATINHO JUNIOR VISITA USINA AO LADO DA FAMÍLIA E ELOGIA PARCERIAS DE ITAIPU

Ratinho e sua família aproveitando passagem pela cidade e férias da família para curtir alguns momentos em alguns de nossos principais atrativos turísticos.

Para Ratinho Junior, "parceria da Itaipu com os governos estadual e federal é a mais próspera da história da usina". Avaliação foi feita durante visita informal à hidrelétrica, na tarde deste sábado (29), no encerramento de uma intensa agenda de dois dias na cidade.
A parceria entre Itaipu Binacional e os governos estadual e federal em diversas ações de desenvolvimento no último ano, principalmente na área de infraestrutura, é a mais próspera da história da usina, avaliou o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, durante visita informal à hidrelétrica, na tarde deste sábado (29).

Foi o encerramento de uma intensa agenda em Foz do Iguaçu nos últimos dois dias. Também no sábado, Ratinho Junior participou do 6º Encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), junto com os demais governadores da região, em um hotel da cidade. Na sexta-feira (28), ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o governador participou da solenidade de inauguração da ampliação e melhorias no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu; da assinatura da ordem de serviço para a construção de mais 600 metros de pista de pouso e decolagem, no mesmo terminal; e do anúncio da duplicação da BR-469, a Rodovia das Cataratas. Em seguida, visitou o canteiro de obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que deve ficar pronta em 2022.

São algumas das diversas obras que serão pagas, parcial ou totalmente, com recursos da Itaipu Binacional e construídas com a colaboração de órgãos vinculados aos governos estadual e federal.
“Acredito que seja a parceria mais próspera dos últimos 30 anos ou da história da Itaipu”, afirmou. “Vimos nos reunindo desde o ano passado, por diversas vezes, elencando os projetos de infraestrutura que transformariam todo o Oeste do Paraná e ajudariam no desenvolvimento do Estado e, automaticamente, do Brasil também”, disse o governador.
“Nos últimos meses, de forma muito rápida, esses projetos passaram a sair do papel e começaram a virar realidade, o que está deixando a população muito feliz, porque por muito tempo isso tudo era prometido e não acontecia”, ressaltou. “Agora, o aeroporto de Foz maior e melhor é uma realidade, a nova ponte está se tornando e em breve a duplicação da BR-469 também será, novamente com a participação da Itaipu e do governo do Paraná e do Brasil.”

Segundo Ratinho Junior, a nova ponte vai impactar positivamente na logística e economia do Estado. “Vai fortalecer a relação do Brasil com o Paraguai, mas especialmente a do nosso Estado, porque temos uma conexão forte com o comércio, principalmente o agronegócio do país vizinho”, disse. “O Paraguai é um grande produtor de alimentos e acaba utilizando os nossos portos, de Paranaguá e Antonina, para pode fazer exportação. Facilitar o escoamento dessa produção pelo nosso Estado é uma conquista.”
A gerente da Divisão de Relações Públicas da Itaipu Binacional, Rebecca Bonomo Montanheiro, acompanhou a passagem do Governador Ratinho Júnior acompanhado de sua família pela Itaipu Binacional.
À vontade após cumprir a agenda oficial, o governador foi à usina acompanhado da esposa, Luciana, e dos filhos Carlos, Yasmin e Alana. Eles foram recebidos no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu, onde assistiram ao filme institucional da empresa e seguiram em visita guiada pela Divisão de Relações Públicas da margem brasileira.

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA