Pular para o conteúdo principal

BORKENHAGEN CONTABILIDADE vence MPE Brasil nacional

É de Foz do Iguaçu, no Paraná, a empresa vencedora nacional do MPE Brasil – Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas na categoria Serviços. A Borkenhagen Contabilidade foi reconhecida na semana passada, durante uma cerimônia oficial, em Brasília.

Outras nove empresas paranaenses, quatro da região oeste do Estado, concorreram à premiação, nas mais diversas categorias do Prêmio, uma iniciativa, desde 2004, encabeçada pelo Sebrae Nacional, Movimento Brasil Competitivo (MBC), Gerdau e Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

 Desde que o Prêmio MPE foi instituído, a Borkenhagen é a única, do ramo contábil, de todo o Brasil, que alcançou este reconhecimento.

A gestão, pautada pela capacitação e desenvolvimento continuado, fez com que a Borkenhagen levasse o troféu, mais uma vez. A empresa já venceu, também na categoria Serviços, em outras oportunidades, incluindo etapas estaduais do MPE Brasil.

Além de 2013, faturou o Prêmio em 2006 e em 2009.


Desde 1983, a Borkenhagen trabalha com assessoria contábil, tributária e trabalhista, contribuindo para o crescimento de Foz do Iguaçu e agindo com responsabilidade social e ambiental.

Edvino Borkenhagen, sócio-proprietário, acredita que o diferencial que levou a empresa a vencer o MPE Brasil, na semana passada, foi o investimento em mais de 100 horas em educação continuada ao ano.

Mais fotos deste evento em http://fozemdestaque.com.br/home2/galeria.php?id=363#.U0MaoahdXTo...

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA