Pular para o conteúdo principal

FOZ TEVE REDUÇÃO DE 62% DE MORTES NO TRÂNSITO E MAIO AMARELO PROCURA MELHORAR AINDA MAIS ESTA MARCA

Município superou a meta da Organização das Nações Unidas, que previa redução de 50% nas mortes em acidentes entre 2011 a 2020
O número de mortes em acidentes de trânsito reduziu 62% nos últimos dez anos em Foz do Iguaçu, superando a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) que criou a “Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020” e previa a redução de 50% no número de mortes neste período.

A iniciativa, lançada em mais de 110 países, tem o objetivo de salvar milhões de vidas por meio de medidas de segurança viária e campanhas de conscientização, como o Maio Amarelo.

De acordo com o levantamento da Comissão do Programa Vida no Trânsito (PVT) e da Câmara Técnica de Trânsito do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), foram 88 óbitos registrados em 2011 e 33 registrados em 2020 em Foz do Iguaçu. As principais vítimas fatais ainda são os motociclistas, seguido dos pedestres, ocupantes de veículos leves e ciclistas.

“Foz do Iguaçu superou a meta da ONU devido ao trabalho organizado e integrado das forças de segurança e vários atores da sociedade. O Gabinete de Gestão Integrada, formado por 21 instituições, atua com a educação, a fiscalização e a infraestrutura, promovendo melhorias nas vias, seja na parte estrutural ou de sinalização”, comentou o secretário executivo do GGIM, Josnei Fagundes.


O grupo se reúne mensalmente para analisar os dados e planejar ações que evitem novos acidentes. “A educação é o ponto forte, através da escolinha de trânsito, de campanhas de conscientização e palestras. A fiscalização integrada com todos os órgãos (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal e Foztrans) tem dado muito resultado, e a sociedade como um todo tem feito a parte dela”, disse Fagundes.


Números
Dados da Polícia Militar apontam a redução de 34% no número de acidentes de trânsito no último ano – foram 3.549 registros em 2019 e 2.311 em 2020. De janeiro a abril deste ano, a PM contabilizou 741 acidentes de trânsito. Para o secretário executivo do GGIM, a redução deve-se também às medidas restritivas impostas pela pandemia da Covid-19. “Com menos pessoas nas ruas, é natural que essa redução aconteça, mas nosso objetivo é zerar as mortes no trânsito e continuaremos com este trabalho”, afirmou. Por isso, a campanha Maio Amarelo deste ano prevê uma série de ações educativas com intuito de sensibilizar a comunidade para o tema.

Fonte: AMN  


Campanha Maio Amarelo desenvolve mais de quarenta ações educativas em Foz
Campanha deste ano tem como tema “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito”


Parar na faixa de pedestre, usar a cadeirinha para as crianças e não dirigir usando o celular são alguns dos exemplos de como agir de forma respeitosa e responsável no trânsito. Essa é a mensagem da campanha Maio Amarelo 2021, que será desenvolvida pelo Gabinete de Gestão Integrada de Foz do Iguaçu (GGIM) através da Câmara Técnica de Trânsito e Programa Vida no Trânsito – PVT, composto por instituições do Poder Público e sociedade civil.

A programação tem cerca de 47 ações educativas que estão sendo desenvolvidas durante este mês de maio, compactuadas entre os órgãos e entidades parceiras.

"As empresas e instituições também podem aderir ao movimento de uma série de maneiras, colorindo o local de amarelo ou desenvolvendo atividades com seus colaboradores e chamando atenção para os temas, que são o respeito e a responsabilidade no trânsito”, informou o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada, Josnei Fagundes.

As atividades se iniciaram no último dia 07,  com uma blitz educativa para ciclistas e pedestres na passarela da BR 277 – KM 724. Além das orientações aos pedestres sobre o uso da passarela para travessia de forma segura, forma distribuídas luzes sinalizadoras para os trabalhadores que utilizam a bicicleta como meio de transporte.

No dia 10,  a ação aconteceu no Terminal de Transporte Urbano (TTU) com motoristas e cobradores do transporte coletivo. Os motoristas receberão protetores de painel, lixocar e folders. E no dia 11, a Associação Ciclistas Cataratas do Iguaçu fizeram uma distribuição de panfletos e adesivos sobre a segurança no trânsito, na avenida Mário Filho, em frente a Igreja Católica.

A programação seguirá até o dia 31 de maio com blitzes educativas, palestras, distribuição de panfletos, passeios, entre outras ações. O objetivo, segundo o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada, é envolver toda a sociedade. 

“Apesar de registrarmos redução no número de acidentes nos últimos anos, o trânsito ainda mata. Nosso intuito é chamar atenção da sociedade, gerando o debate e orientando sobre as medidas de segurança para melhorar o trânsito”, disse Fagundes.

O número de mortes em acidentes de trânsito reduziu 62% nos últimos nove anos em Foz do Iguaçu. De acordo com o levantamento da Câmara Técnica de Trânsito, foram registrados 88 óbitos em 2011 e, em 2020, foram 33 mortes. As principais vítimas fatais ainda são os motociclistas, seguido dos pedestres, ocupantes de veículos leves e ciclistas. A redução deve-se à conscientização dos condutores e também às ações de fiscalização dos órgãos de segurança.

Fonte: AMN

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA