Pular para o conteúdo principal

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição LXXIX

Quinta-feira, 13 de maio de 2021, 
Editoria: DAS GRAÇAS
Redação: MARCO FREIRE
DESTAQUE

Também em nossa coluna social no GDia, o diário de Foz:

"Aquele que sabe vencer-se, na vitória é duas vezes vencedor."
(Públio Siro)

Quem foi Públio Siro?
Foi um escritor latino da Roma Antiga, conhecido por sua obra Sentenças. Era nativo na Síria e foi feito escravo e enviado à Itália, mas graças ao seu talento, ganhou o favor de seu senhor, que o libertou e o educou. Nascimento: 85 a.C., Nusaybin, Turquia (Wikipédia)
Públio Siro

Dia do Automóvel
Abolição da Escravatura
Dia do Zootecnista
Dia da Fraternidade
Dia Nacional do Chefe de Cozinha
Dia de Nossa Senhora de Fátima

ISABELA SCAPPINI FAGUNDES, executiva de turismo
JANE NASCIMENTO, PUBLICITÁRIA
JARDEL ZAMBONI, CTG Charrua
DRA. JULIANA CAMPAGNARO DE MENDONÇA, advogada
KATIELLY TEIXEIRA CELESTINO, arquiteta e urbanista
LÉO ZELINSKI, sociedade
LUIZAO PEREIRA, sociedade
MARILETE SERAFIN BIANCO, Lions Clube Foz do Iguaçu Cataratas
MAURELIO NOVELLO, CTG Charrua
IRMÃO SAMUEL ROBERTO DE ABREU, missionário

JANE NASCIMENTO, publicitária (Atendimento)



MARILETE SERAFIN BIANCO, Lions Club Foz do Iguaçu Cataratas

KATIELLY TEIXEIRA CELESTINO, Arquiteta e Urbanista

LUIZAO PEREIRA, sociedade

Destaque para a sempre incrível ALANA FRIZON, com este maravilhoso sorriso de boas vindas à nova AgroShopping da República.

DGB ITAIPU VISITA COSTA CAVALCANTI
Fotos: Sara Cheida/Itaipu Binacional
O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, visitou, na manhã desta quinta-feira (6), o novo setor de endoscopia do Hospital Ministro Costa Cavalcanti. O espaço de 114 m² é o primeiro bloco reformado previsto no Plano de Expansão do HMCC, que conta com um investimento total de R$ 64,8 milhões da Itaipu Binacional. O setor deve começar a atender os pacientes nas próximas semanas.
O encontro fez parte de uma série de visitas do general Ferreira às fundações mantidas pela Itaipu. Ele havia iniciado a visita ao HMCC, em 14 de abril, quando acompanhou a apresentação do diretor-superintendente da Fundação Itaiguapy, Fernando Cossa. Desta vez, o DGB conheceu as dependências do hospital. “É uma estrutura invejável”, resumiu Ferreira ao final da visita.
A visita começou no Posto de Enfermagem do bloco 6, que atende pacientes particulares e de convênios. Foi apresentado ao diretor o carrinho beira-leito, um computador que fica em uma estrutura móvel e é utilizado pela equipe de enfermagem para fazer todo o prontuário eletrônico do paciente, ao lado do leito. Ao todo, são 30 equipamentos como este.

A comitiva passou pela UTI Neonatal, que completou 25 anos em 3 de abril, e ganhou uma recente atualização com a compra de 12 novas incubadoras. Mais modernas, elas são um equipamento híbrido podendo se transformar em berço quando aberto. A incubadora traz informações como peso, nível de oxigênio, temperatura do ar e do bebê, umidade do ar, entre outros dados sem que seja necessário o uso de outros equipamentos de medição.

O diretor também conheceu a farmácia do hospital e, depois, foi ao setor de oncologia onde está instalado o Hope (Hospital Palliative Experts). A área é responsável por humanizar o atendimento dos pacientes que não têm cura, focado no tratamento paliativo da pessoa em sua fase final de vida, assim como no atendimento psicológico às famílias.

O encerramento da visita foi com uma passagem pelo Centro Clínico do HMMC, que completou 10 anos em 2021, e pelo Centro de Medicina Tropical, um local especializado em pesquisas de doenças como a dengue, zika vírus e chikungunya. Desde março do ano passado, o centro está habilitado pelo Laboratório Central do Estado (Lacen/PR) para analisar os exames RT-PCR para covid-19. De lá pra cá, foram mais de 62 mil exames.



Até a próxima...

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA