Pular para o conteúdo principal

LEGADO DA COPA: Coreia declara amor por Foz

Coreia declara amor por Foz e deverá formalizar vínculo com a cidade na área de esporte

Depois da visita às Cataratas do Iguaçu na sexta-feira, 27, à tarde, a seleção e a comissão técnica da Coreia do Sul participaram à noite de um jantar de confraternização com sabor bem brasileiro, na Churrascaria do Gaúcho, no centro de Foz do Iguaçu. Para retribuir o carinho recebido na acolhedora passagem pela cidade, os sul-coreanos adesivaram o ônibus da deleção com a frase “Amamos Iguaçu”. Nos próximos dias, eles devem formalizar um vínculo com a cidade na área esportiva, com um projeto voltado para crianças.

Neste sábado, 28, eles seguiram viagem para Seul. O voo tem escala prevista em Miami, nos EUA. No jantar, os sul-coreanos retribuíram a calorosa acolhida na cidade com a entrega de um presente para o superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla, que preside o Fundo Iguaçu.
Ele foi um dos principais articuladores para que a seleção da Coreia escolhesse Foz do Iguaçu como Centro de Treinamento da Copa do Mundo.

Os integrantes da comissão técnica entregaram a Piolla uma bandeja de prata que marca a participação da Coreia no mundial. Todos os jogadores, um a um, se desculparam por não terem conseguido passar às oitavas de final. Para Gilmar Piolla, “a Coreia do Sul, independentemente do resultado, deveria receber o título de seleção com o melhor ‘fairplay’ da Copa do Mundo”. Piolla se refere à postura elegante da seleção, que jogou limpo nas três partidas.

Fora de campo, os sul-coreanos bateram um bolão, foram simpáticos e não fizeram nenhuma exigência, o que chamou a atenção principalmente dos empregados do Hotel Bourbon, onde a delegação ficou hospedada. Com exceção do aparato policial, nem parecia que uma seleção de futebol de Copa do Mundo estava hospedada no local.
 
Sobre a parceria, Piolla adianta que a seleção sul-coreana deve formalizar uma parceria com Foz do Iguaçu, para a criação de escolinhas de futebol infantil. Mesmo não tendo correspondido em campo na Copa do Mundo, a passagem da Coreia do Sul foi um gol de placa para Foz do Iguaçu.

Durante 16 dias, quase 200 jornalistas asiáticos fizeram cobertura sobre a seleção sul-coreana e divulgaram os atrativos do Destino Iguaçu. Algumas emissoras enviavam boletins diários das Cataratas do Iguaçu, lugar que os jogadores e a delegação escolheram para passar a última tarde na cidade, antes de voltar para a casa, neste sábado. A chamada mídia positiva vai ajudar a projetar ainda mais a imagem da região para uma parte importante do planeta.










Assessoria ITAIPU BINACIONAL
Fotos DIVERSAS


Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA