Pular para o conteúdo principal

ITAIPU novamente bate recorde de produção




Imagens: Vison Art
A central hidrelétrica de Itaipu, compartilhada por Brasil e Paraguai, bateu nesta segundafeira, pelo segundo ano consecutivo, o recorde mundial de produção de energia, ao alcançar um total de 98,5 milhões de megawatts por hora (MWh).
O Edifício de Produção da usina foi o palco onde foi contabilizado, minuto a minuto, a consecução do recorde, alcançado às 14h38 local (15h38, horário de Brasília), informou em comunicado a entidade binacional.
Esse é o segundo ano seguido em que a usina supera seu máximo energético. Iatipu é a segunda maior hidrelétrica do mundo (depois da chinesa das Três Gargantas), mas a primeira em geração de energia. Em 2012, alcançou o pico de 98.287.128 MWh.

"Para o Paraguai este recorde significa uma contribuição importante para seu desenvolvimento com vista ao investimento estrangeiro", disse à Agência Efe Alfredo Cantero, chefe de imprensa do lado paraguaio da entidade.
Já o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, em comunicado oficial atribuiu a superação do próprio recorde de geração à boa gestão dos recursos disponíveis e ao comprometimento dos próprios empregados. "Itaipu vai continuar empenhada para atender as necessidades do setor elétrico do Brasil e do Paraguai e ajudar a garantir o desenvolvimento econômico dos dois países irmãos".

A usina possui 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada. Em 2013, forneceu 16,9% da energia consumida no Brasil e 75% da consumida no Paraguai. A produção acumulada em 29 anos de operação (1984 a 2013) totaliza 2.135.500.000 MWh.
Segundo a entidade, a grande produção de energia foi alcançada mediante boas condições ao long o de 2013, como a alta demanda de energia dos mercados interligados à Itaipu e ao bom funcionamento das máquinas.
A produção anual de Itaipu é suficiente para abastecer o consumo elétrico do mundo durante dois dias; o da China por sete dias e o dos Estados Unidos por oito dias, segundo dados da hidrelétrica.

O Paraguai tem direito à metade da energia gerada em Itaipu, mas consome apenas 10% por sua menor demanda e por falta de uma linha de distribuição eficiente. O resto é vendido ao Brasil, que paga cerca de US$ 360 milhões anuais pela energia desde 2011, ano em que triplicou a compensação em virtude dos acordos de 2009.

Em outubro deste ano, a presidente Dilma Rousseff e o presidente paraguaio, Horacio Cartes, inauguraram a primeira linha elétrica de alta tensão do Paraguai, para aproveitar mais energia da represa, uma obra que custou US$ 555 milhões.

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários