Pular para o conteúdo principal

Itaipu faz entrega do prêmio WEPs Brasil 2014, em Curitiba

Nesta segunda-feira, 31 de março, a Itaipu faz a entrega do prêmio WEPs Brasil 2014 em reconhecimento ao trabalho das organizações que promovem a cultura da igualdade de gênero. A solenidade de premiação acontece a partir das 19h, no Teatro Positivo, em Curitiba.
Foram convidados para a cerimônia representantes das 32 empresas finalistas de grande, médio, micro e pequeno porte, além de parceiros do Pacto Global e ONU Mulher, da plataforma dos WEPs e da iniciativa do prêmio no Brasil, além de autoridades nacionais e locais. Ao final da cerimônia será servido um coquetel. A imprensa está convidada.

São 17 empresas de grande porte que estão na final: Abril Comunicações S/A, Agrale S.A, Braskem S.A, Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – Chesf, Dudalina, Eletrobras Amazonas Energia, Furnas Centrais Elétricas S/A, Itaú Unibanco S/A, Kimberly-Clark Brasil, KPMG Auditores Independentes, Masisa do Brasil Ltda, Petrobras Distribuidora S.A, Positivo Informática S/A, PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes, Renault do Brasil S/A, Romagnole Produtos Elétricos S.A e Whirlpool S.A.
De médio porte, estão concorrendo dez instituições: Apetit Serviços de Alimentação, Barion Indústria e Comércio de Alimentos SA, Cahetel-TG Comércio de Alimentos Ltda, Competence Comunicação e Marketing, Corumbá Concessões S.A, Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado do Paraná, DataCoper Software Ltda, Fundação Copel de Previdência e Assistência Social, Home Care Cene Hospitallar e Tecnisys Informática e Assessoria.
De micro e pequeno porte estão no páreo outras cinco empresas: Creare Gestão Ltda, DMA Treinamentos, Desenvolvimento Humano e Representações Comerciais Ltda, Ecofábrica Indústria e Comércio de Produtos Eco, Feito Brasil Indústria de Produtos Artesanais Ltda e Kûmpaia di Carmem Promoção e Divulgação Ltda.

A promoção do prêmio é da Itaipu Binacional, em conjunto com o Portal Tempo de Mulher e o Espaço das Mulheres Executivas do Paraná (MEX-PR), com parceria de diversas empresas e instituições. A iniciativa tem a chancela do Pacto Global da ONU e da ONU Mulher, criadores dos WEPs.

O que é
O prêmio WEPs Brasil visa promover a cultura da igualdade de gênero entre as empresas brasileiras e tem por base os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, do inglês Women’s Empowerment Principles).

Prêmio e experiência
Em 2013, a Itaipu recebeu o WEPs Leadership Awards, o que incentivou a empresa criar o WEPs Brasil 2014, como uma forma de propagar a cultura de equidade entre as empresas brasileiras de todos os portes. Desde 2003, Itaipu tem um programa voltado para essas questões.
O prêmio é reconhecido pelo Pacto Global da ONU e pela ONU Mulheres mundial, criadores dos Princípios de Empoderamento das Mulheres.
O WEPs consiste em sete princípios:
1.Estabelecer uma liderança corporativa de alto nível para a igualdade de gênero.
2. Tratar todos os homens e mulheres de forma justa no trabalho – respeitar e apoiar os direitos humanos e a não discriminação.
3. Assegurar a saúde, a segurança e o bem estar de todos os trabalhadores e trabalhadoras.
4. Promover a educação, a formação e o desenvolvimento profissional das mulheres.
5. Implementar o desenvolvimento empresarial e as práticas da cadeia de abastecimento e de marketing que empoderem as mulheres.
6. Promover a igualdade através de iniciativas comunitárias e de defesa.
7. Medir e publicar relatórios dos progressos para alcançar a igualdade de gênero.

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários