Pular para o conteúdo principal

Secretaria de Turismo e Codefoz assumem coordenação do Beira Foz

A coordenação do projeto Beira Foz, que pretende revitalizar e dotar de
um novo plano de zoneamento e uso de solo as áreas de Foz do Iguaçu
localizadas junto às margens dos rios Paraná e Iguaçu, agora está a cargo
do secretário municipal de Turismo, Jaime Nelson Nascimento, e do
presidente do Conselho de Desenvolvimento de Foz do Iguaçu (Codefoz),
Danilo Vendruscolo.



Segundo Nascimento, o projeto está entrando em um nova fase, com um
debate mais aprofundado sobre o que se pretende realizar na área do
projeto.

A consultoria, contratada pela Itaipu, deverá entregar ainda neste
semestre um projeto geral para a região do município de Foz junto aos
rios Paraná e Iguaçu e também selecionar e detalhar uma área para
desenvolvimento de um projeto-piloto.

Durante a programação, a Arup apresentou diversos exemplos bem-sucedidos
de revitalização urbana de espaços localizados junto a rios, lagos e
orlas marítimas, em cidades do Chile, Canadá, Estados Unidos, China e
Colômbia. A ideia é trazer a experiência internacional da Arup, presente
em 35 países, para fazer deslanchar o projeto Beira Foz.

Segundo a vice-prefeita e secretária de Desenvolvimento Econômico, Ivone
Barofaldi, o workshop é a primeira oportunidade de reunir pessoas com
opiniões diversificadas sobre as necessidades de Foz e assim enriquecer o
debate em torno do projeto.
.
Nesta quarta-feira (5), a ministra de Turismo do Paraguai, Marcela
Bacigalupo, uniu-se aos participantes. Para ela, é fundamental que as
soluções sejam pensadas de forma binacional, para que as ações do Beira
Foz se reflitam também na margem paraguaia do Rio Paraná.

O projeto Beira Foz prevê a revitalização deu uma área que se estende por
34 quilômetros entre os limites da área da usina de Itaipu, junto ao Rio
Paraná, e o Parque Nacional do Iguaçu. Quando concluído, deverá abranger
a renovação de pontos turísticos localizados nessa área (como o Marco das
Três Fronteiras), além da criação de novos espaços públicos de lazer,
como praças e parques, e também atrair investimentos privados. A ideia é
conciliar o desenvolvimento nos segmentos de turismo e logística (duas
das principais vocações econômicas de Foz), com questões socioambientais
e de segurança de fronteira.Consultoria internacional deve dar novo impulso ao projeto Beira Foz.

Postagens mais visitadas deste blog

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXX

DESTAQUE DO DIA

Postagens COLUNA SOCIAL - Edição CXCI

DESTAQUE DO DIA