Pular para o conteúdo principal

FARTAL 2018 MOSTRA O NOVO MOMENTO DE FOZ

Prefeito Chico Brasileiro e a primeira dama Rosa Maria Jerônimo.
O encerramento da Fartal 2018 foi marcada por mais uma quebra de recorde de público. No domingo mais de 85 mil pessoas circularam pela feira. Com os portões abertos desde as 08 horas da manhã e o encerramento oficial a meia noite, o quarto dia de evento superou todas as expectativas. Na última noite, a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano arrastou uma multidão para frente do palco nacional, por onde também passaram Elba Ramalho, Henrique e Juliano, Jota Quest, Mc Jerry Smith, Patrulha Canina, Nenhum de Nós e Zé Neto e Cristiano. Os quatro dias de Fartal levaram mais de 230 mil pessoas até o Parque de Exposições Charrua.

Great Team de MULTI SHOP na Fartal: Valesca Ferreira, o
 diretor Caio Caetano, a jornalista Bianca Portela e marketeiro Paulo Britto.
Além dos artistas nacionais a Feira ofertou uma programação com mais de 40 atrações artísticas e culturais locais, artesanato, gastronomia diversificada, Feira de Sabores, e muitas novidades no ramo de prestação de serviços. O entretenimento também foi outro ponto forte do evento. Bar suspenso, Robôs de Led, Parque de Diversões, brincadeiras com premiações garantiram diversão aos visitantes.

Eduardo Teixeira, Diretor Superintendente do Fozhabita,
e esposa, Helena, Diretora Cultural da Fundação, e esposo,
o prefeito Chico e a primeira dama Rosa...
Sob o slogam de “42 anos de história e tradição” a Feira de Alimentos e Artesanato confirmou mais uma vez sua importância no calendário de atrativos culturais e revelou todo seu potencial para turismo de eventos dentro de nossa região. A programação atraiu caravanas de municípios e dos países vizinhos, além de turistas de várias regiões do país e do mundo.

Com a implantação da entrada franca desde o ano passado, somada à grandiosidade da programação, a melhoria na estrutura, na organização e as inovações agradaram o público. 

Professor Sérgio Oliveira e Patricia
As avaliações positivas repercutiram nas mídias sociais e foram transmitidas através de uma das novidades da Fartal deste ano: a TV Feira e os telões interativos, pelos quais os visitantes puderam compartilhar ao vivo seus registros e impressões sobre a festa.

Oportunidades
A Fartal também é um projeto que fomenta cadeia produtiva do município, gera renda e inclusão social. O setor de alimentos composto por 41 opções entre restaurantes e lanchonetes é administrado por entidades sociais e culturais de Foz do Iguaçu. A Fundação Cultural cede os estantes às organizações sociais e os recursos arrecadados são aplicados em políticas públicas e nos projetos socioculturais da cidade.

Feira dos Sabores
Cláudia Cossa e Salete Horst, da Secretaria de Governo.
Foi com esta perspectiva que a Fundação Cultural em parceria com a Secretaria de Agricultura e a Emater trouxe pela primeira vez Feira dos Sabores para dentro da Fartal. O programa de valorização e estímulo a geração de renda da agricultura familiar do estado do Paraná ganhou visibilidade na feira e superou a expectativa de vendas. A maioria dos 29 produtores que participaram da Feira dos Sabores nesta edição conseguiu vender todo o estoque de produtos coloniais e orgânicos.

Negócios
A Fartal também se consolida como uma das mais importantes vitrines para geração de oportunidades tanto para pequenos quanto para grandes negócios. Os setores de artesanato e indústria e comércio ofereceram uma exposição arrojada e diversificada de produtos e serviços, com itens que desde roupas a produtos tecnológicos de última geração.

Texto e fotos: Assessoria Prefeitura de Foz, e Marco Freire

No stand para imprensa, numa parceria da Prefeitura de Foz e a Vídeo Up, Falkner Ribeiro Borges e Digão Monzon fazem sucesso com a equipe da TV Fartal.
O diretor presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, comemorando o sucesso da programação da Fartal 2018.








Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários