Pular para o conteúdo principal

Foz reconhece o talento do Coral de Itaipu














          
Coral de Itaipu subiu ao palco, na noite dessa quinta-feira (23), para receber a moção de aplauso da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu




O Coral de Itaipu, com sua formação completa, subiu ao palco nessa quinta-feira (23) à noite, no auditório do Centro de Recepção de Visitantes (CRV), para ser homenageado. E, claro, também para cantar, mas só depois de receber a moção de aplauso concedida pela Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu.
Foi um reconhecimento ao talento de um grupo musical que “orgulha a cidade, a fronteira, o Estado do Paraná”, segundo o vereador Nilton Bobato, autor da proposição. Para ele, o coral é a prova de que “podemos fazer cultura, música de qualidade”.
Antes da entrega da condecoração, foi apresentado um novo vídeo sobre o coral, que fala de Itaipu ao som das suas vozes. O vídeo conta, também, um pouco da história do coral, que “mescla idiomas e sotaques brasileiros e paraguaios”.
  
Orgulho e inveja

Em seu discurso, o superintendente de Comunicação Social (CS.GB), Gilmar Piolla, disse que sente uma mescla de orgulho e inveja em relação ao Coral de Itaipu. Orgulho dessas “vozes da maturidade, que elevam o nome de Itaipu e garantem à nossa empresa um lugar muito especial no mundo da música e das artes em geral”.
A “pontinha de inveja”, disse, é porque também é cantor, que se apresenta “nas poucas horas vagas e nas reuniões de comemoração com amigos”, mas sente a frustração de não poder participar do grupo. “Minhas atividades me impedem de estar presente nos ensaios, que são vitais para a manutenção e o aperfeiçoamento da qualidade de um grupo vocal”.
  
Participantes

Participaram da solenidade quase todos os coralistas de Foz do Iguaçu e Curitiba. À mesa, além de Piolla e Bobato, estavam o coordenador do Coral de Foz, Wagner Vergara, e a sub-coordenadora, Fátima Freitas; o coordenador do Coral em Curitiba, Carlos Eduardo Cardoso, e a vice-coordenadora, Doris Eliza Mehl Silva; e o maestro Gil Gonçalves.
Depois de trazer ao grupo os cumprimentos do diretor-geral brasileiro, Jorge Samek, que participava de uma reunião prévia do Conselho de Administração, Piolla voltou a elogiar o Coral de Itaipu. “Há muitos corais de empresas e de instituições em geral, mundo afora. Poucos, a contar nos dedos das mãos, terão a qualidade deste nosso coral, que reúne vozes de brasileiros e paraguaios”, afirmou.
  
Emoção

Antes da apresentação do Coral, que interpretou quatro músicas e emocionou a plateia, Wagner Vergara agradeceu a homenagem, em nome dos coralistas, e contou um pouco do que sentem os cantores nas apresentações, seja para grandes plateias ou para meia dúzia de ouvintes.
Lembrou, por exemplo, como foi emocionante uma apresentação para velhinhos de um lar de idosos, seguida de outra para jovens infratores detidos, às vésperas de Natal. Entre os velhinhos, o grupo sentiu todas as variantes da emoção: da apatia dos que pouco compreendiam até a alegria e empolgação daqueles que batiam muitas palmas e queriam cantar junto.










Na casa de detenção dos menores, a apresentação também foi inesquecível, para Vergara. “Parte da plateia ficou nas celas, enquanto os outros eram trazidos em grupos de três, acompanhados por um monitor”, contou. Mas, tanto nesses casos como nas apresentações para milhares de pessoas, em catedrais, “a energia que vem do público é nossa forma de pagamento”.

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL - Edição CCL

DESTAQUE DO DIA   Faltam 5 dias...☝💓💬💥💪💟🙋 Um dos maiores centros de compra das Américas promete ter também o maior blackfriday com mais de 100.000 produtos com desconto de até 70%: PREPARE-SE!!!

COLUNA SOCIAL - Edição CCLVII

D E S T A Q U E  SoHo AD é a mais nova novidade do GEP para a nossa cidade...

COLUNA SOCIAL - Edição CCLXVI

D E S T A Q U E