Pular para o conteúdo principal

40 anos: luzes e fraternidade marcam aniversário da Itaipu Binacional



Uma celebração conjunta no Mirante Central da usina reuniu brasileiros e paraguaios neste sábado, 17 de maio, data de aniversário da Itaipu Binacional. Antes da apresentação do show especial da Iluminação da Barragem, em discursos, os diretores da empresa destacaram o espírito de fraternidade entre os dois países, que é a marca de Itaipu desde o início, quando a usina ainda era considerada um projeto utópico.


Do lado brasileiro representaram a diretoria o diretor-geral brasileiro, Jorge Samek, o diretor jurídico, Cezar Ziliotto, e o diretor de Coordenação, Nelton Friedrich.  Do lado paraguaio, estiveram presentes o diretor técnico, Sanchez Tilleria, e o diretor de Coordenação, Pedro Domaniniski. Samek e Domaniniski saudaram o público, a maioria empregados com diferentes anos de casa, além de convidados da comunidade.


Samek lembrou que o aniversário de Itaipu representa 40 anos de uma história que encantou e surpreendeu o mundo. “Brasileiros e paraguaios, unidos, fizeram o que parecia impossível: transformaram em realidade o projeto de uma usina que durante quase quatro décadas foi simplesmente a maior de todas. E que nos últimos permanece com o recorde mundial de geração de energia elétrica, graças a um projeto bem elaborado e à competência de sua gente”.

E concluiu: “A usina de Itaipu é um símbolo de integração e um exemplo de que a união entre os povos pode trazer progresso, paz e prosperidade”. O diretor paraguaio foi na mesma linha e saudou os brasileiros e paraguaios presentes na solenidade e destacou a binacionalidade da cerimônia.  A usina de Itaipu responde por 8% do Produto Interno Bruto do País e a venda ao Brasil da energia excedente da hidrelétrica é a segunda maior fonte de receita do país vizinho.


A programação dos 40 anos de Itaipu prossegue com atividades internas e externas até junho.  Na sexta-feira, 30 maio, está previsto o lançamento em Foz do Iguaçu do Relatório de Sustentabilidade IB 2013 e do livro “Biogás:
A energia invisível”, do superintendente de Energias Renováveis de Itaipu, Cícero Bley Júnio. No 6 de junho o destaque será a abertura da exposição “Trabalhadores - Uma Arqueologia da Era Industrial”, do fotógrafo Sebastião Salgado, às 18 horas, no Ecomuseu de Itaipu. A mostra terá a presença do fotógrafo e da curadora e de Lélia W. Salgado.





Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXI

  DESTAQUE DO DIA

Amigas de Das Graças promovem rifa de jóias em apoio ao trabalho e memória da colunista social e fotógrafa

Tudo começou ainda durante a pandemia. Com os trabalhos do filho Marco Antonio pautados em eventos e turismo, as dificuldades claro bateram na porta, e além da venda de um dos automóveis que a família tinha, algo mais precisava ser feito para quitar os compromissos e dívidas inerentes de um ano praticamente sem trabalho, em casa, Das Graças e seu filho Marco. Este grupo de amigas conta que mesmo em vida, Das Graças pensava em usar as joias para ajudar nas despesas domésticas e de saúde. No entanto, a saúde da colunista se agravou e sobreveio o internamento e a cirurgia.  Pensando em se desfazer de alguma forma de peças de joias que tinha enquanto presente nas festas de nossa sociedade, Das Graças acionou sua estimada amiga, Sílvia Rodrigues, para que a ajudasse na empreitada, o que foi de pronto atendida.  As joias -  As três peças que serão rifadas, eram relíquias da família  que ela ostentava nas grandes festas da sociedade que participava, ao longo da gloriosa carreira de colunismo

COLUNA SOCIAL Foz em Destaque - Edição CLXXVIII

DESTAQUE DO DIA Aniversários